sábado, 23 de fevereiro de 2013

Insônia de Estimação

Hydralisk
Artista: B.c.N.y. -Taiwan and New York

Insônia de Estimação
Gilberto Strapazon, 23/02/2013

"Engraçado como não durmo. Mas pelo menos meu bichinho de estimação me faz companhia e cuido dele."


Insônia deveria ser alguma coisa aborrecida. Horas e horas corpo dolorido, cansado e os olhos bem abertos.
Comigo acontece diferente. Passo as horas fazendo alguma coisa, o tempo não passa e o sono não vem. Mas não fico com aquela sensação de dor física, nem entediado.
Também não é apenas falta de sono, ou que eu não durma. Sinto falta do descanso.
Mas tenho de cuidar do meu bichinho de estimação também. Ele até que não toma muito do meu tempo, mas ele gosta de receber atenção e é fácil notar o rabinho balançando.
Um biscoito, um carinho na cabeça, catar pulgas. E ele já fica todo faceiro e vai correndo para o quintal atrás de algum gato que tente se aventurar invadindo o espaço dele.
Preciso lembrar de consertar a escada lateral. Outro dia ele bateu de novo nela e tenho que consertar os degraus antes que eu mesmo tropece.

Como é bom ter um bichinho de estimação. É só cuidar para não deixá-lo infeliz ou sentindo-se sózinho. As vezes ele fica carente e acaba espichando a cabeça por cima da cerca e pegando alguém na rua. Acho que é próprio da raça, já tentei ensinar mas não tem jeito. Ele senta, deita, busca a bolinha, tudo que um bichinho adestrado e inteligente sabe fazer.
Ainda bem que ele é naturalmente discreto. Parece um bichinho comum, apenas tem essa mania de vez em quando. 
Da última vez foi o entregador que estava descendo do caminhão. Ficou chato aquele caminhão estacionado ali por dias até que alguém viesse procurar e ainda ficaram perguntando se alguém tinha visto para onde o motorista tinha ido. Mas encontraram uma sacola de roupas atrás do banco do motorista e devem ter concluído que ele fugiu com o dinheiro das entregas.
Claro que se fosse um ciclista seria mais fácil. Acho que meu bichinho pensa que os pneus são algum tipo de goma de mascar então pega ciclista e bicicleta juntos. Depois fica um tempão mastigando os pneus lá no pátio dos fundos, sentado na casinha dele. É uma graça.
E a digestão dele é ótima. Compro sempre uma boa ração, então nunca tem problema.
Assim ele me faz companhia, e se eu por acaso finalmente dormir procuro me assegurar que esteja bem alimentado. As vezes faço cócegas na barriguinha dele até ele dormir primeiro. Só que aí eu já perdi o sono de novo e fico cuidando o movimento das pessoas na rua. Elas vem e vão. As vezes a rua fica vazia por alguns momentos e apenas uma pessoa está passando. São os momentos de silêncio como este que acordam meu bichinho. Acho que ele sente a diferença dos passos ecoando na rua deserta e vêm dar uma espiada.
E a noite está linda hoje. As estrêlas brilham e o cenário da rua vazia dá um tom romântico.
Ei, olha lá, um skatista vem descendo sózinho por cima da calçada.
Acaricio a cabeça do meu bichinho sentado quieto ao meu lado, os olhos dele acompanham o skatista. Por um momento o pescoço começa a se espichar, mas foi só fazer mais cócegas atrás das orelhas que ele relaxou. É fácil cuidar dele, não incomoda nada. É só fazer carinho e não deixar ele sentir-se carente.

Não me incomodo com a insônia. Tenho meu bichinho de estimação e passo as horas com ele.

.'.

Nenhum comentário:

Postar um comentário