terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Cinto de Castidade

Arte: Renato H. Noronha Dias (Facebook)

 De que adianta questionar e pedir sem entender do necessário equilíbrio?




Quando me percebi mulher logo aprendi que temos este poder.
Foi sensacional!
Os homens nos procuram e desejam sabe-se lá porque. Bem, algumas coisas percebi logo.
Basta colocar um grão de areia a mostra e eles prontamente constroem até uma pirâmide por você.
Que coisa!
Até parece que não sabem das chaves da existência?
As vezes acho isto estranho.
Todas nós vemos de uma maneira tão simples.
Por que será que precisam tanto para nos merecer?
Só peço algumas gotas de seu sangue e sua máxima atenção.
Onde está meu cálice?
A Lua está quase cheia, faltam poucas horas...
Preparo os ingredientes e logo o caldeirão estará pleno das sagradas chamas que dedico as ancestrais irmãs de todos os tempos.
Espremo algumas asas de morcego feitas de doce chocolate.
Quero um amor que voe imediatamente para mim.
Está frio, que ele venha e aqueça meus pés.
Tolos. Muito tolos.
Por que será que somem?
Mal me satisfazem e falo do que precisam e eles parecem aterrorizados.
Apenas uns poucos resultados decentes.
Afinal, são homens então devem trabalhar para nos satisfazer.
E o que pensam? Peço apenas coisas que sua força bruta deve atender sem questionar.
Preciso de conforto e um pouco de luxo. Quem não precisa?
Uma casa de alguns cômodos onde eu possa exercitar minha natural habilidade feminina de colocar cores e vida.
Tecidos, móveis, espaço para desfrutar.
Fazer uma alimentação de acordo com minhas qualidades e assim estar satisfeita para recompensá-lo!
Hora! Ele que tome a chave e assuma seu papel de provedor de minhas básicas necessidades!
Nasci princesa e apenas uso de meus dons herdados da tradição da magia natural para que eles sejam lembrados de seu papel.
Apenas peço um pouco de atenção, carinho, prosperidade e amor verdadeiro.
Acendei chamas poderosas!
Ardam intensamente no coração daquele que desejo!
Que ele tome para si a chave e me liberte deste medo de ser apenas mulher e sua natural companheira.
Nada peço além de ser conquistada e merecida... ou...


.'.






Nenhum comentário:

Postar um comentário